8 de maio de 2017

Cansada...

Meus olhos verdes vivos
Que escondem muito do que eu sinto...
Vivo numa sociedade que considero fútil, ausente de razão... Emoção ou convicção...
A minha alma arrasta o meu corpo,
Por entre uns e outros​... Daqueles por quem me cruzo...
Sinto me incapaz de sentir empatia,
Sinto me triste, ainda que nunca o tenha admitido...
Anseio paz que não encontro...
Sinto me perdida na multidão...
Sinto que a sociedade vive de sorrisos falsos e da vida alheia...
Não me sinto em paz porque não encontro paz à minha volta...
Sinto que me afastei de pessoas que amava, por não as conseguir perdoar...
Sinto-me cansada da sociedade pessimista em que estou inserida...
Vivo presa a pensamento e emoções mal resolvidos...
Vivo com tantas sensações dentro de mim que não encontro palavras para descrever...
Sinto alívio por não desistir de encontrar a paz que anseio...
Mesmo que as lágrimas me escorram neste rosto apático enquanto escrevo...
Temo tornar me mais distante...
Temo olhar me ao espelho e ver os  meus olhos vazios de luz, pesados, triste...
Tenho tanta revolta dentro de mim,
Que nunca fui capaz de libertar...
Confesso que me sinto cansada...
Por diariamente temer viver...
Achei que era feliz quando tinha uma vida fútil..
Hoje, nada eu sou fútil, nada eu sou feliz... Nada eu sou certezas...
O que mais me dói, como arame farpado no coração...
É Continuar a acreditar em pessoas que só me desiludem...
Até eu me desiludo... Com esta minha atitude introspectiva...
So peço descansar durante o sono... Acordar para mais um dia... Igual aos outros... E no fim do dia deitar-me grata...
Por mais um dia passado que não vivi intensamente...
Porque muitos medos vivem dentro de mim...

5 de outubro de 2016

Sinto-me forte, em Paz!

Aqui fora de casa
Sentada nas escadas de pedra...
Desta vez não choro por ti
Sinto me forte, tranquila e serena
Sinto calma, protegida é em paz
Ouço todos os ruídos com atenção
A minha respiração está como o vento suave
Aprecio cada ponto do meu corpo
Cada som que ouço...
Cada objeto que vejo...
O som da água a correr... As folhas que mexem com esta brisa suave...
Cada som igual a tantos outros que já ouvi, mas têm agora um novo significado....
De paz....
As flores... A cor delas. Tudo é belo... Tudo é sereno e calmo... Sinto-me feliz... Viva... Em paz!
comigo...com o mundo... com o meu interior...

19 de setembro de 2016

Dizem que é ansiedade...

Sinto uma angústia tremenda
Que supostamente devo controlar com o pensamento...
Tentar manter a calma e respirar fundo
Sinto me cansada, exausta
Com medo de partir durante a noite  sem me despedir...
Respiro fundo tento adormecer o meu pensamento...
Na esperança de acordar de manhã depois de uma noite bem dormida...
É um aperto no peito que não se explica...
Exausta cheia de sono sem conseguir adormecer...
Não controlo o meu organismo...
Respiro fundo, tento relaxar...
Agora poucos sinto que me acalmo...
Mas calma já eu estava...
É tão estranho e sem explicação
Os olhos, já se fecham quase que sozinhos de sono...
Mas uma ligeira pressão no peito cansa-me, não me deixando adormecer...
Só penso: eu sou forte. Eu estou bem. Eu sou forte. Eu estou bem....
Pode ser que resulte
e adormeça relaxada sem dores...
Aos poucos deverei acalmar...
Usei o que me dizeram ser próprio em SOS... Para crises de ansiedade.. dizeram os médicos que o meu problema de sentir o coração a explodir era ansiedade....
Gostava eu de perceber o motivo... 
Mas agora só queria mesmo adormecer...
E ter um bom sono....
Acordar amanhã bem ...

Acalma te meu coração...
Temos tempo de viver....
Agora vamos descansar um pouco que já é tarde... Até já ;)

9 de setembro de 2016

Apetece-me

Apetece me
Beijar te
Abraçar te
Sentir te!
E com receio de não voltar...
Despedir-me! ...
Com um beijo que pare o tempo...
Apetece-me
Perceber
Esta dor no peito
Só de pensar
Em ti..

4 de junho de 2016

Afinal II

Como é possivel
Conheceres alguém há tão pouco tempo
E parecer que conheces à anos?
Sorrir, olhos nos olhos em cumplicidade mútua
Desejar, ainda que em segredo,
Que dois beijos de despedida passem a um abraço e de seguida a um beijo só...
Parecendo em cada momento
Que o tempo passou rápido demais... 
É uma sensação estranha...  Contudo agradável...
Que cativa... 
Que anseia mais...
E mais...
Mais querer... 
Mais entender... 
Mais compreender... mas com certezas...
Estranha está sensação
De quem se conhece à tão pouco tempo
E mesmo assim...
Ter a certeza que o futuro será na mesma direção...
E este pensamento é puro e sincero.
Estarei por perto sempre que for necessário...
Provocar um sorriso...
Estar presente... 
Fazer companhia...  
Ouvir... 
Apoiar e nunca julgar!
Não me cabe julgar quem não julga... 
Apenas proteger, sempre que      possível... 
E com os olhos nos olhos...
Sorrir... 
E esperar pelas respostas do futuro...

1 de maio de 2016

Saudade

No escuro destas escadas de pedra
Recordo o dia em que partiste
Porque aqui chorei em silêncio
Na noite em que para sempre te despediste, sem despedida...
Não me lembro de quem ca veio, por aqui passou ou ficou...
Mas o vento frio que sinto no rosto molhado
é igual ao que naquela noite me tocava no rosto...
E quando o fria aperta
Despeço-me em pensamento...
Entro em casa e deito-me...
E lá estás tu, na fotografia a sorrir para mim...
Sorrio para ti... e assim me deito,
contigo no pensamento... dia após dia... desde o dia da tua despedida..

Meu querido irmão,
Continuas vivo no meu coração...
Para sempre 6!

25 de abril de 2016

Afinal...

Digamos que há olhares cativantes
Pela sua intensidade e profundidade...
Que aparecem ao acaso
E permanecem na minha memória...
Meros pensamentos   
Com o desejo... de reencontro...

28 de dezembro de 2015

Um dia igual aos outros

Por vezes estou rodeada de pessoas
Todas elas diferentes na sua maneira de ser
Todas elas iguais na atitude demonstrada
Todas elas me são indiferentes, tal como eu sou para elas...
Nem dão pela minha presença
E por muito que o meu pensamento queira dialogar com as pessoas que observo...
O pensamento delas está concentrado noutras pessoas...
Será que daqui a 1 ano a atitude deles será a mesma? Vamos ver...
Se calhar acham me antipática por estar calada apesar de a dois passos ao lado...
Isso sei que não sou... apenas reservada e muito pouco faladora com quem não tenho confiança...
Tudo isso faz com que me sinta completamente "a mais" quando estou no meio de determinadas "pequenas multidões"...

10 de outubro de 2015

little angel in heaven

Como será, 
pensar e repensar...
na infinitas hipóteses  dos 'ses'
que ficaram, ali mesmo, à nascença...
Como seria... o que seria... o que faria...
por vezes, 
a vida é arame farpado,
cravado no coração...

7 de junho de 2015

Amor doentio

Amor é confiança
O teu. .. Esse teu jeito de amar é doentio
No início nem ser notava...
Tudo parecia demonstração de afeto
Horários controlados
Horas detalhadas
Até um suspiro já era questionado...
Temo pela minha paz
Pelo meu sorriso e pelo meu respirar
Chantagem emocional?
Temos pena mas não tolero!
Leva em frente a tua ameaça...
Problema teu...
Sou livre de escolher quem quero amar!

1 de junho de 2015

Esse vazio que não é vazio...

Entrar no teu olhar
Arrancar esse vazio que não é vazio
...
Esse vazio que vazio não é

O teu beijo

Ja soube escrever-te
Com palavras sem grande sentido
Que escolhia sem pensar

Por não ver vazio no teu olhar,
Sorrio!
Por não ter medo de te amar
Eu vivo!

Quanto tempo o universo o teu beijo pára?      

Segundos eternos,
O teu beijo

Que o sono me leve a ti
E te traga até mim.

Um pouco de tudo

No vazio
Flutua a sensação
De solidão. ..
E no meio de muitos, segue sozinha
A vontade de um pouco do todo
E no espelho desaparece o vidro
E no sorriso desaparece a dor
E assim é o inverso da minha dor...

Pensa!

E tu pensas?
Quantas vezes as palavras te dizem te afetam e magoam?
No problema, és vítima ou agressor?
já alguém te pediu perdão por te ter magoado?
E tu, consegues pronunciar "perdoa-me?"
Consegues interpretar olhares daqueles que nos teus olhos te olham?
Consegues dizer "não" quando é necessário?
Quando sorris, a tua alma chora ou o teu olhar brilha?
Quando falas em grupo consegues acabar as frases?
Ou és tu que acabas a frase de quem está a tentar falar?

Arrisca!

Não temas,  arrisca!
Da um passo em frente.
Liberta o grito da tua história.    
Vive, brilha,                                     
Liberta os teus braços e vive a tua glória. ..
Não deixes fugir a felicidade
Não percas o teu sorriso sonhador
Anseia tudo a que tens direito
E sorri,
Porque a vida é um paraíso!

Espero-te ...

Como um beijo doce
As tuas palavras me enchem de calor
Tu soltas, por entre linhas
tudo aquilo que nos olhos não me dizes
Serei eu, a imaginar ou a sonhar
Que o teu sorriso é só meu...

E eu nunca te vou perguntar
Vou esperar um pouco mais
Por um sinal teu...

8 de agosto de 2014

Saudade,



Saudade,
Só a tem, quem a sente!

Saudade,
Sentir a presença ausente,

Saudade, 
Sorrir com pensamento ausente,

Saudade,
Sonhar o passado no presente,

Saudade,
Sofrimento que se sente,

Saudade, 
Saudade é dar um passo em frente...

Saudade,
Só a tem, quem a sente!
Saudade...

26 de julho de 2014

palavras...

Faltam-me as palavras,
Só temo, não interpretar, por vezes,
Outras palavras...
Todas elas um sentido,
Todas elas um destino...
Apenas leio algumas entrelinhas,
Que por si só, não resumem
O meu destino...

28 de março de 2014

boa noite...


Meus doce olhos que absorvem  lamúrias vivas,
Tal como um pedaço de presença na tua imensa ausência...
Será isto o nosso destino?
Ou será que temos reservado um pedaço do teu paraíso?
Quão difícil é a comunicação celestial?
Por vezes recomendo...
Aquelas tuas palavras que escreveste...
Não para nós... 
Mas de nós! A tua família... 
Deixaste palavras, nos teus rascunhos, onde dizias o que de bom contribuímos para a tua felicidade... 
Por vezes é bom mexer nas memórias, e voltar atrás em algumas histórias...
Vivendo novamente momentos passados como se fossem atuais..
Todos os dia te vejo na moldura, 
Te olho nos olhos... 
O que vejo é tua expressão sorridente 
e vejo-te a sorrir pois és assim recordado...
Ou então quando te olhos nos olhos me vês na alma que somos iguais... Livres, felizes, e que de algum modo marcamos aqueles que fazem parte de nós.... E talvez por isso me sorriam de volta quando te olho nos olhos!

Sabes, ias gostar de estar cá...
É sabes que mais? Nem tu algum dia imaginárias, como tanta gente sentiria a tua falta...
É engraçado escrever-te... Mais engraçado é que nunca poderás ler... Ainda assim escrevo para ti!
Talvez um dia faça algo diferente... Te escreva um poema de saudade, o atire para o mar e espere uma resposta de alguém... 
(que não tu!)
Mas que esse algum me ofereça algum alento do outro lado do mar! Tal como a lágrima, mar salgado! Por vezes amargo...
E é assim...
desejo te boa noite só para que te  lembres que é noite aqui... 
Aí, onde permaneces, dizem que não existe o tempo nem o espaço, apenas a eternidade...
Quanto a isso... Prefiro ficar na dúvida, a menos que te seja possível dares-me um sinal... Caso contrário, não tenho pressa em descobrir...
Um dia será real... Mas agora... 
Agora estou a viver por ti também pois estás sempre presente... 
Eterno E..Eterno És!

blogue encerrado!

sejam felizes! ;)